Seja em vindo o que vier por bem ^^

Filme: Renoir (2012)

Filme: Renoir, foto 1

Mesmo que o titulo do filme possa sugerir uma cinebiografia de um dos mestres do impressionismo francês, Renoir é um fragmento da vida de Pierre Auguste Renoir  onde retrata os ultimos anos de vida do grande pintor quando já estava doente, abatido pela morte da esposa e preocupado com o filho Jean, ferido em campo de batalha na Primeira Guerra Mundial. No entanto, o artista ganha novo vigor com a chegada da bela jovem Andrée Heuschiling, que vem para posar para ele.
Porque a pintura não pode ser bela? O mundo já tem coisas desagradáveis demais.

O Plano - Yana e Elian | Contos de Shadowtrous

Imagem de fire, love, and water
Eles continuavam correndo freneticamente pela floresta da meia-noite. 
Com a respiração ofegante, os dois tentavam escapar daquela monstruosa criatura que tentava lhes separar e destruir a Magia. A todo momento, a mente de ambos era bombardeada por preocupações referentes a esse temor que assolava o mundo de Shadowtrous. Criaturas de todos os tipos tentavam pôr um fim aos Imaginantes, lutavam por uma revanche que a anos não conquistavam.

Nenhuma estrela era visível e o único som que se escutava era das pesadas pegadas que perseguiam os dois Elementais, enquanto fortes rugidos eram soltos e ecoados pela vasta escuridão da meia noite. Não dava para ouvir o barulho das batalhas que sucedia pelas cidades e campos, nem mesmo o silencioso grito dos trous que penetrava a mente nos seus momentos de angustia havia se manifestado. A Magia da floresta era poderosa, e ninguém jamais conseguiu descobrir os segredos que a rodeava. Nem  mesmo os mais bravos aventureiros de Shadowtrous sequer pensavam em adentrá-la. Reza a lenda que os únicos que sabem de algo são os Lendários.

Sem conexão


O único som que se ouvia naquela escuridão era o barulho da chuva, tentei encontrar uma estrela no céu mas o nublado camuflava seu brilho tornando impossível de se ver alguma. A chuva caía serenamente, lavando as impurezas do ar e banhando as plantas de uma forma graciosa. Não havia energia em casa e tudo ao meu redor virou uma obra de arte a luz de velas. Fui para a varanda e sentei-me numa cadeira, fiquei horas observando as luzes da cidade lá longe. Aquelas luzes distantes me fascinam, e fico me perguntando o que deve tá acontecendo ali enquanto estou no escuro daqui, sozinha. Vez ou outra um carro passava pela rua escura e seu farol iluminava as flores que transbordavam nos muros do vizinho, tudo aquilo era lindo.
O tempo estava frio, então resolvi ir na cozinha fazer uma comida quente para comer e me confortar na solidão que me rodeava  naquele ambiente calmo que me deixava numa paz de espírito tão forte. Depois de um tempo fui comer a sopa que preparei ao som de Bob Dylan. São pequenos momentos como esse que você para pra pensar o quanto a vida é bela, não é? Ter um tempo só para si, sem nenhuma conexão, apenas você com a chuva, comida quente, música, e uma bela visão para se sentir confortável com tudo que existe ao redor, desde o mais pequeno vaga-lume até o mais estrondoso dos trovões.

MITOLOGIA BRASILEIRA: Nhanderuvuçu #1

Olá. Este é o primeiro video da série sobre Mitologia Brasileira que estou criando e que irá abordar todo o folclore br que  ainda é muito desvalorizado. Geralmente ouvimos falar sobre a mitologia grega, egipcia, japonesa e várias outras. Mas e a nossa mitologia? Ela merece reconhecimento sim, porque também é muito rica tanto quanto as outras!Então, como primeiro episódio, trago uma explicação breve e curta sobre Nhanderuvuçu.